terça-feira, 29 de maio de 2012

Talvez a minha solidão seja maior do que a tua.
Não sei.
Ela cresce anarquicamente como uma erva num buraco no cimento.
Só sei que tenho saudades da tua solidão e da maneira que as juntávamos.
As duas solidões de mãos dadas, conversando em silêncio, discutindo entre si qual a solidão mais só.
Se a solidão de estar sozinho ou a solidão de estar rodeado de pessoas...

1 comentário:

Dina Carvalho disse...

A nossa solidão nos outros apenas poderá ser preenchida por uma doce solidão em nós - essa é a verdadeira completude. ;)