segunda-feira, 2 de agosto de 2010

O que faz as pessoas mentir? Será somente um escudo para não enfrentar olhos nos olhos a realidade que se agiganta e amotina perante elas?
Uma construção de uma redoma com ar puro, onde o poluído exterior não entra.
Como se consegue dormir tranquilo á noite quando a teia de mentiras se expande perigosamente por todo o lado?

A mentira é uma arma das mais letais que existem. Grande arma para o mundo profissional. Sobe mais quem mais munições tiver.

A nível pessoal, as mentiras também teêm esse efeito. No trono dos bem sucedidos senta-se o mentiroso-mor e pavoneia o seu ceptro bem em frente á tua cara.

"Mentes tanto que até acreditas em ti próprio"- Torna-se corrosiva a mentira. Cria uma realidade paralela e destrói lentamente a original. Distingui-las torna-se extremamente difícil e nesse erro habitam as consciências.

O Homem auto-proclama-se o ser mais evoluído com habitat na Terra, mas os seres inferiores, vulgo animais, não possuem esta capacidade de mentir, de falsear, de adulterar. Serão inferiores por isso? Lá está a superioridade do mentiroso.
A mentira e a maldade são exclusivamente humanas... Tudo o que é mau é construído pelo Homem. E aclama-se este ser como evoluído! Talvez um reset na humanidade fizesse bem. A própria criação da humanidade está erecta numa mentira... Não preciso de dizer mais nada...


"Desde que alberguemos uma única vez o mal, este não volta a dar-se ao trabalho de pedir que lhe concedamos a nossa confiança." Kafka

2 comentários:

Dia da Poesia disse...

Alem da mentira, que é cada vez mais usada, ainda temos a omissão. A omissão é a forma politicamente correcta da mentira….

ANA BARBOSA disse...

obrigada pelo comentário. estou a seguir-te (;