domingo, 13 de dezembro de 2009

"Faith divides us, Death unites us"

Não gosto do Natal, mas acho que já tive direito a uma prenda enorme no meu sapatinho; o regresso potentoso de Paradise Lost, provávelmente a banda com mais videos aqui no meu blog. Há uma década a banda entrou numa grave crise de identidade que os levou a percorrer caminhos perigosos, mas felizmente encontraram o excelente rumo que ameaçava estar perdido para sempre. Como sei muito bem o que é uma crise de identidade, aqui estou eu a recebê-los de braços abertos como fazem as pessoas que amam verdadeiramente. Não vou dizer que estão perdoados, pois não sou ninguém para julgar opções pessoais, mas que sabe bem voltar a ouvir estes montros do Doom\Gothic metal sabe.
Voltaram os cabelos compridos e as letras existencialistas à banda.
Talvez isto seja o sinal que eu precisava. Por muito que tente mudar, acabarei por voltar ao que sempre fui. Paradise Lost demoraram uma década para perceberem quem eram, eu preciso de duas ou três eternidades. Pelo menos gostava que voltasse o meu cabelo gigantesco também.

Anyway, esta música acaba por ser um pouco azeiteira(adoro esta expressão tão nortenha, tão nossa!) e mesmo a pior do álbum, mas pronto... O que conta é a intenção.