quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Pelo amor da economia!!!!!.....

Afinal sempre existe uma divindade toda poderosa que controla toda a vida humana! Dá pelo nome de economia.
Todos os sintomas descritos pela bíblia, catecismos e demais pergaminhos que aparentam terem sido escritos sob forte influência de substâncias dopantes e delirantes, narram uma divindade impiedosa e cruel sempre atenta aos pecados mundanos para os contemplar com uma punição exemplar. Uma divindade que nunca pode ser blasfemada. A grandiosa Economia...
Não tem forma palpável. Apenas um nome e um receio enorme que Ele provoca.
A Economia comanda todas as vidas. Todos os dias vamos para os nossos locais de trabalho prestar-lhe o culto que lhe é devido.
A Economia criou o paraíso para os humanos lá viverem com a condição de que não experimentassem o fruto da árvore do consumismo desenfreado e do despesismo abissal.
Os seus anjos que guardavam o éden, que chamamos de bancos, tudo faziam para que nada faltasse neste idílico cenário monetário. mas os humanos caíram na tentação e experimentaram do proibido fruto tendo overdoses dele.
A Economia, irada, castigou imediatamente toda a nossa raça. Os seus anjos deixaram de guardar as pobres almas que neles tudo confiavam e ficámos à mercê da cólera da Economia.
Subitamente, "buracos colossais" apareceram por todo o lado tentando engolir a humanidade. Que o digam os madeirenses, o buraco criado pela Economia é quase do tamanho da ilha. Os portugueses continentais têm que se desdobrar em esforços sobrehumanos para impedir que os compatriotas sejam sugados.
Irritámos solenemente a Economia e agora temos que pagar pelos nossos pecados. Há um crescimento enorme de infieis, vulgo desempregados, que foram excomungados imediatamente pela economia. Ela não perdoa!!!!

A nossa única esperança é que o seu filho, de nome Capitalista, caminhe pela Terra e se sacrifique em nome dos nossos pecados e pague todas as nossas dívidas e créditos mal-parados que contraímos após provar da proibida árvore.
Será um Bill Gates ou um Belmiro de Azevedo esse messias de nossos pecados económicos salvador.
Esperámos avidamente a vinda do salvador que por ser filho da Economia possui crédito ilimitado...
vem a nós capitalista salvador e retira-nos da mira destruidora de tua Mãe!!!!
Começa por salvar a pátria da civilização, a Grécia, a primeira vítima da furia divina, mesmo para provar que não estava para brincadeiras.
Vem oh endinheirado e imola-te pelos nossos pecados para que possamos novamente voltar aos paraísos fiscais e vivamos todos com contas off-shore.
És a nossa única esperança e aprova de que a Economia ama-nos já que aceita o sacrifício do capitalista supremo para lavar os nossos pecados. Ele perecerá por nós e ao 3º dia ressuscitará e subirá ao topo do Fmi onde ficará eternamente à direita de Sua Mãe.
Todos demos graças à Economia e ao Capitalista!!!

Halleluja!!

1 comentário:

Mª Teresa Antunes disse...

publiquei no face :) "do caralho!"