domingo, 30 de maio de 2010

Acredita naquilo que sentes
Acredita naquilo que conheces
acredita apenas no que podes tocar.

Reconhece o conhecimento
Espera o advento que é murmurado pelo vento
Desafia-te para um duelo com armas de pensamentos. Nele, não haverá lugar para vencidos.
A vitória e a derrota são conceitos muito subjectivos, assim como as palavras.
Às vezes são meros adjectivos ou figuras de estilo.
Cada golpear de pensamentos infligidos não ferirá os teus objectivos e o sangue sobre a forma de tinta de caneta jamais esgotar-se-á.

1 comentário:

Dia da Poesia disse...

É tudo o que precisamos… acreditar!