quarta-feira, 21 de abril de 2010

Duvidas...

Serei eu a sombra que vejo no chão?
Serei eu a soma dos desejos que tenho na mão?
Serei eu um qualquer sonho desfeito?
Será meu o grito que se forma no meu peito?
Serei eu este silêncio ensurdecedor?
Serei eu que nunca estou no local desejado?
Serei eu o segredo que nunca será revelado?
Será meu o céu inteiro para nele poder voar?
Serás tu o local onde desejo aterrar?

Serão estas as palavras que eu quero dizer?
Serão estas as miragens que eu quero ver?
Será que vale a pena continuar a questionar?
Será que existem respostas para dar?
Será que eu sou apenas este impostor?
Será que sou uma ainda por desabrochar flor?

Serão válidas todas as promessas?
Serão eternas todas as vontades desconexas?

De que valem todas as soluções????????

1 comentário:

Dia da Poesia disse...

Pois… na realidade somos tudo o que quisermos!