terça-feira, 8 de setembro de 2009

As serpentes da tentação
Ziguezeiam em meu redor
Disciplas da aniquilação
Mostrando o corpo sem pudor

São seres venenosos
Fatais pelo enfeitiçar
Com os seus olhos chorosos
Para na lúxuria nos mergulhar

Movem-se ansiosas
Pelo meu travo
Sempre desejosas
De me fazerem seu escravo

Sibilam e rejubilam
Pelos corpos possuidos
As almas assimilam
De seres destruidos

Serpentes do submundo
Culpadas do pecado original
Num universo imundo
Responsáveis por todo o mal

A eterna humana decadência
Alimenta os vicíos nefastos
Há muito foi removida a decência
E todos os corpos castos

As serpentes para sempre vaguearão
Em paraísos artificiais
Morderão a mão
De todos vós que as apontais.

3 comentários:

Mephisto disse...

Eu conheço uma dessas serpentes. ;)

Mª Teresa Antunes disse...

As serpentes não são só as mulheres. Também podem ser homens!

Serpente disse...

Desejo-te! sssssssssssss
Quero-te lamber e trcar líquidos de tesão contigo sssssssssss

U're so hot hot hot! damn it!