quinta-feira, 6 de agosto de 2009


Estou com a ressaca do poder.

Com fome de vencer.

Quero devorar as dificuldades que são plantadas no meu caminho como se de arvores milenares se tratassem.

Armado sómente com a minha vontade e as minhas palavras enfrento colossos bestiais.

Todos se tornam ruinas ao som de uma unica palavra minha.

Vulcões entram em erupção pressentindo a minha chegada.

Tempestades formam-se ordenadas pelo meu pensamento.

O mar revolta-se apenas com um simples olhar meu.

Os reis oferecem-me o seu trono em troca de um sorriso meu.
As mulheres anseiam pelo meu toque.

Querem dar à luz o meu sucessor.

Mas a tudo rejeito...

De que vale ter tudo quando se é nada?...

2 comentários:

Marina Almeida disse...

Sentest tao poderoso e ao mesmo tempo tao fraco...Valorizat como ser humano que és, não és só matéria, tambem tens alma, alma que se manifesta claramente nas tuas palavras por isso tu és alguem....

quando te valorizares podes valorizar tudo o que tens....A vida não interessa sem significado

Mª Teresa Antunes disse...

é o meu Nuno, o meu filhote!