sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Reflexão sobre o vernáculo nortenho

Passados muitos anos voltei a ouvir a minha expressão favorita: "Filho de 30 mil sacos de putas."
Adoro tanto esta expressão. A imagem mental provocada por ela é simplesmente sublime. Imagino sacos repletos de putas. Quantas é que levará cada um?
Bem isso faz-me versar sobre o enorme léxico nortenho de palavras carinhosas. Sim carinhosas, porque eu chamo de "filho da puta", "esterco" ,"estrume", "cabrão do caralho"Vaca", etc... aos meus amigos\as mais próximos.
Mandar alguém para o caralho ou levar no pacote não é necessáriamente algo mau. Dependendo das mulheres até pode ser algo de muito bom...
Isto leva-me aos tempos em que habitei em Lisboa, onde o maior insulto que se poderia dizer a alguém era "Vai pra porra"e era recebido como se de um pecado mortal se tratasse. Quando involuntáriamente, saiam-me as tipicas expressões nortenhas, até as menos ofensivas, era encarado como se um assassino ou molestador de crianças se tratasse...
Várias definições que ouvi do termo nortenho pelas terras da nossa ilustre capital: Parolo, labrego, estupido,campónio, azelhas, incultos e por aí adiante... Claro que as pessoas que me disseram isso não sabiam que eu era nortenho. Nunca tive pronuncia e estava bem inserido no meio dos verdadeiros e autenticos parolos. Sempre defendi com muito orgulho a minha naturalidade e o Porto será sempre a mais bela cidade do mundo. A minha reação nesses casos de assalto e agressão ao meu tão querido norte, e quem me conhece sabe que eu sou a pessoa mais calma do mundo, era de partir imediatamente para a violência. Não faço mal a uma mosca e tenho medo de galinhas, mas tenho um caparro considerável e em conjunto com a minha eterna cara de mauzão (lol), imponho respeito até ao papa!!!
Perdoem-me os\as lisboetas que visitam o meu blog, mas não compreendem a mentalidade das pessoas nortenhas. São pessoas simples, cordiais e tem sempre uma legião de amigos. São pessoas quentes que mesmo nas piores alturas conseguem manter um sorriso nos lábios. Só quem é de cá é que sabe do que estou a falar. INVICTA UBER ALLES...

2 comentários:

Marina Almeida disse...

o Porto é o maior carago!!

Nós SOMOS MUITOS MAIS SIMPATICOS!tenho outros amigos que já viveram em Lx ou ainda vivem e eles dizem que as pessoas de lisboa tem muita mania e nada sociaveis....aqui no norte somos mais receptiveis.....

Marina Almeida disse...

Dizemos os palavrões mas não escondemos o que somos, em lx é tudo muito individualista!