sexta-feira, 24 de julho de 2009

Adoro o cheiro da erva molhada pela manhã.
Tem o mesmo cheiro do teu corpo.
Doce aroma flutuante pela brisa
Emprenha-se na mais profunda particula do ser.

Corre junto com as tuas lembranças
Penetra no sangue, tornando-o doce
São tão belas estas danças
Neste amor ainda precoce.

3 comentários:

Sofia disse...

Olá.Olá. Para quem já teve o coração partido acho que neste momento deves andar a partir aí alguns com esses poemas tão lindos.
Beijo grande para a minha besta fofinha! Disseram-te alguma coisa em relação ao livro?

DarkViolet disse...

O orvalho da manhã penetra o Ser com ardor, basta deixar a moldura procriar a criação

Mª Teresa Antunes disse...

Depois do "faço de ti uma esfregona" cá vem o adoro o perfume do desodorizante pela manha de domingo!"


:) escreves bem pra xuxu!!