segunda-feira, 6 de julho de 2009

E se depois...
Eu acordasse um dia e sentisse-me em plena harmonia com o mundo.
E se depois...
Eu não me recriminaria de todo o mal que existe.
E se depois...
Todas as pessoas fossem puras de alma como eu.
E se depois...
Eu perdesse a vontade de não ter vontade.
E se depois...
Eu amasse todas as pedras que estão na calçada.
E se depois...
Eu abraçasse toda a gente como de melhores amigos se tratassem.
E se depois...
Eu conseguisse enterrar a angustia no cemitério onde está o meu amor
E se depois...
Eu fosse capaz de gritar ao mundo o que me vai na alma.
E se depois...
Eu riria até ás lágrimas...
E se depois...

Se este depois vier, não vou ter saudades minhas.

2 comentários:

Marina Almeida disse...

E se depois nao existisse presente?

Não haveria depois e isso seria mt triste.lol

Ta muito giro o teu texto, mas surreal pois as pessoas nunca seram o que nós queremos, isto faz com que sejamos seres individuais...um sonho lindo...faz bem sonhar...alimentar a nossa alma de esperança mas o maior desafio e viver e isso nao é um paraiso no entanto considero uma dádiva porque vou ter o proveito de experiencias fantasticas e únicas. vou viver e por isso vou sonhar ;)

Mª Teresa Antunes disse...

Este post faz me lembrar um tango! A sério faz-me lembrar um tango "libertango"


Não me perguntes porque...