quarta-feira, 8 de julho de 2009

O que são estes textos?

Sons de esperada novidade. São ventos animais, sons de risos perdidos algures saídos de almas desconhecidas. Viajam pelo mar ecoando junto com o barulho das ondas. São solstícios sonoros e eclipses de nuvens.
São sons de de revolta e de conformidade. São gritos desesperados e calmos. São letras esvoaçando perdidas algures dentro da jaula.
Ou são apenas palavras ambíguas, cujo significado ficará indecifrado para sempre.
São desejos reprimidos e anunciados. Confissões incompletas. Insanos pensamentos refugiados na suposta sanidade. São orações a nenhuma e todas as divindades.
São grunhos de amor e poemas de ódio. Divagações já estudadas. Jam sessions de palavras com o reportório já bem ensaiado.

Honestamente não sei responder, mas sinto-me bem ao escreve-los.

2 comentários:

SentidoDaVida disse...

E ainda bem que os escreves!

Mª Teresa Antunes disse...

Confissões incompletas e grunhos de amor...

Que bem pensado :)