sábado, 11 de julho de 2009


Lutar por algo que se acredita é uma saga inglória quando o que se acredita é dependente de terceiros. Formular objectivos individuais por mais utópicos que sejam é unica maneira de se atingir o sucesso. Conflitos de personalidades, ideais e vontades é uma batalha da qual nunca haverá vencedores apenas derrotados. Caí finalmente a unica réstia, mas era uma réstia muito fininha, microscópica mesmo, de crença em humanos. A partir deste dia só existo eu e a minha musa, definitivamente e para sempre...
Fecharam-se os portões da fortaleza e soltadas as ferozes bestas. Ninguém é benvindo.
THOU SHALT NOT PASS.

1 comentário:

Mª Teresa Antunes disse...

A tua musa vai ficar toda contente, porque até já estás afastar as possíveis moças que estariam interessadas em ti. Espero que sejam muito muito felizes!

Quero-te muito bem!