quinta-feira, 2 de julho de 2009

Ode a ninguém!

Quero desenhar o contorno do teu corpo com os meus lábios.
Percorrer todos os centimetros da tua pele pálida com os meus dedos.
Embriagar-me com o teu doce perfume.
Viajar sem destino por entre as tuas incertezas.
Deliciar-me com a bela paisagem que são os teus olhos.
Perder-me no oceano tempestuoso que é a tua alma.
Cantar-te palavras de eterna devoção.
Simplesmente olhar para ti e sentir-me vivo.
Expulsar todas as mágoas cravadas em mim.
Substituir os lamentos com os teus beijos.
Afogar as lágrimas nos teus braços.
Pintar belos quadros com o teu cabelo.
Sussurrar-te os mais belos poemas.
Usar-te como musa inspiradora.
Correr para ti e simplesmente amar-te...

2 comentários:

Mª Teresa Antunes disse...

Eu qualquer dia apaixono-me por ti! Como é que um porco feio e mau escreve isto?

SentidoDaVida disse...

Está lindo e com alma. Gomo da minha tangerina. ÉS LINDO.