domingo, 12 de julho de 2009

São apenas ensejos de querer o que se rejeitou. Os desejos mudam ás vezes com ritmo alucinante, mas alguns ficam eternamente. Podem ter sido desviados do caminho e consequentemente ficado perdidos, mas encontram sempre o caminho de volta a casa.
Quando regressam são recebidos com lágrimas de saudade e de felicidade por não se terem perdido para sempre. Os filhos são recebidos com as mesmas lágrimas pelos pais quando regressam a casa e perdoam tudo , mesmo quando se cometeram actos horrendos.
Os desejos voltam sempre e por vezes mais fortes e indestrutíveis como nunca.
Regressaram a mim os desejos que andaram a monte por demasiado tempo. E liderando esse pelotão está o enorme desejo de viver.

3 comentários:

Mephisto disse...

O ultimo parágrafo foi a coisa mais bonita que alguma vez escreveste e eu tanto esperei por essas palavras. Rapaz fizeste-me chorar! Tenho muita pena de não estar contigo para te dar um abraço enorme. Foda-se caralho, man. Este sim é o Nuno que sempre conheci. welcome back my friend. Vais dar uma alegria enorme a todas as pessoas que gostam de ti.

Mª Teresa Antunes disse...

:D

SentidoDaVida disse...

Se bem que já sentes esse desejo há mais tempo, ainda bem que o manifestas e apregoas! É bom ler-te com ânimo. Hoje fizeste-me mais feliz. Muitos beijos!